Páginas

"Há pessoas que contam segredos, outras que guardam segredos... e existem aquelas que são segredos. Porém, algumas são mais que segredos... são mistérios."

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A Descrença na Infância

      Não sou uma das pessoas mais moralistas da Terra, tampouco acredito em contos de fadas. Costumo ser também pessimista e tenho uma visão bem negativa das coisa, mas hoje, ocorreu-me que não sou tão pessimista assim. Ao fazer um comentário simples, quase fui apedrejado, e quando me deu conta, percebi que foi por possuir um sentimento quase que nobre...
     Na parabólica, por aqui, a Globo não vai exibir o horário político, e no lugar, colocaram "A Casa das Sete Mulheres", mini-série que foi ao ar entre Janeiro e Abril de 2003... Eu acho uma mini-serie muito boa, apesar de não ter visto seque um episódio completo. Mas o fato é que ao passar pela sala, percebi uma cena de quase estupro, e isso por volta das oito e quinze da noite. Fiquei perplexo por exibirem tal cena tão cedo, horário em que é comum crianças estarem na sala ou até mesmo jantando. 

     Quando comentei o fato na lanchonete onde trabalho, ouvi comentários pra lá de maliciosos, do tipo: "As crianças hoje em dia sabem mais do que agente!" ou "Hoje isso é normal!". Comentários como esse me entristecem, pois sei que crianças não são mais do que fazemos delas, crianças não são seres sexulizados e quando são, não passam de reflexo da mídia ou do próprio convívio familiar. 
     Creio fielmente na pureza da infância, e sei que existem sim crianças com comportamentos incomuns ou precoces, mas nunca vi nada que não fosse gerado por adultos inconsequentes e com pensamentos como os já citados acima. Confio no futuro nas mãos de boas crianças, que por mais que cresçam em ambientes hostis, violentos e por vezes sexualizados, não passam de crianças. Ainda não compreendem, que a infância é algo raro, e que dura tão breve, quando a vida de um colibri. Não vou mudar minha forma de pensar, mas vou repensar a minha forma de ver os adultos, que em amostras de descrença social e pessoal, já não esperam muito de um futuro, considerado por muitos perdido e intangível. 

3 comentários:

  1. Ahá! Achei!
    Quem fala é o Kojiro, da caravana. Que bom te rever, cara! =D
    Gostei dos seus textos, são bem poéticos e profundos. ;)
    Manda um alô pra Jana e pra Deia, se possível? Obrigado...!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Kojiro, já estava pensando por onde você andava rapaz. Pode deixar que dô um alô pra elas sim, elas vão adorar saber que você está bem e que lembrou delas.

      Abraços querido, vê se não some! Ah, estamos todos no Face, crie uma conta pra você pra podermos manter contato. Abraço!

      Excluir
    2. verdade!! temos que marcar um encontro so do nosso grupinho, a nossa panelinha^^

      Excluir

Obrigado a todos por comentar. Sempre digo que este blog é para meus amigos, e se estão aqui, me basta.
PS: Não aceitamos comentários Anônimos. Grato por se identificar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...