Páginas

"Há pessoas que contam segredos, outras que guardam segredos... e existem aquelas que são segredos. Porém, algumas são mais que segredos... são mistérios."

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Pereveca - 11 de Agosto de 2013

      Mais uma vez tivemos a Festa da Pereveca aqui em Baunilha, a festa tem se tornado uma tradição, e  fico muito feliz com isso. Devo dizer que a carência de festividades aqui no distrito é desestimulante, e que toda a forma de descontrair e fugir da rotina sempre é bem vinda e comemorada pela população local. 
     Infelizmente algumas coisas mudaram, algumas pessoas, já cativas da festa, não colaboraram nesta edição. O número de pessoas participando também caiu muito, isso ficou evidente. Provavelmente pela pouca divulgação, ou divulgação tardia, já que por vezes, divulgam sim em cima da hora. Não tivemos os tradicionais licores da Dª Marina, oque me entristeceu um pouco e não tivemos nenhuma novidade de fato, exceto por lindos arranjos de flores artificiais que estavam sendo vendidos simpaticamente em uma das barracas. 
       Talvez seja impressão minha, mas senti sim uma forte queda na qualidade do evento, uma vez que se espera, que após a 3ª edição, a qualidade e variedade só cresça. Não vou mais falar o que espero ou desejo para o evento, estaria a me repetir, mas vamos apenas aguardar para ver a que rumo andarás. 
     Fiquem apenas com as fotos da festa, que boa ou má, sempre nos entretêm e nos dá a oportunidade de fugir da rotina, encontrando com amigos e nos divertindo muito... 
     Um ótimo final de semana para todos. Fiquem a vontade para comentarem. Abraços.

Casa de Vó... e do Vô

     Hoje no meu diário de férias, trago as fotos da casa da minha Vó, onde passei os meus primeiros anos de vida. Amo muito este cantinho que fica na cidade de Muqui, tão linda e querida por sua cultura exuberante de carnavais pacíficos e folclóricos. Mais especificamente no Entre Morros... Um cantinho especial, por trazer a beleza da infância em seu leque de nuances....
      Deus é realmente misterioso. Vim a este mundo com todos os motivos para não conhecer meus avós de sangue. Minha Mãe foi adotada, e após engravidar solteira, foi morar na casa de um casal maravilhoso, que a ajudou e a deu uma oportunidade, junto a seu filho, de ter um novo recomeço.
      Neste nova casa, cheia de tios emprestados pelas circunstâncias, aprendi a amar a todos, e a esse casal, coube o papel tão especial de Avós. Eu sempre fui tratado como neto por eles, com carinho, brincadeiras e tudo mais que uma criança precisava naquele momento... Eu aprendi a amá-los como Avós que eram, que são e sempre o serão.
      Dona Bernadete e Senhor Antônio. Duas pessoas maravilhosas e tão especiais pra mim, que sempre, sempre estarão no meu coração, por mais que o tempo nos imponha a distância. A Casa da minha Vó foi onde aprendi a ser criança, a brincar, a sorrir e a acreditar que existem pessoas boas sim no mundo. Óbvio que ninguém é só açúcar, somos todos agridoce, mas nos completamos em nossas diversidades.
    Lá há tanto verde que foi parar um pouco em meus olhos... Cor da esperança. Esperança de ter sempre quem amo ao meu lado. Eu não sei se eles sabem o quanto eu os amo, mas são meus Avós queridos, que mesmo tendo sangue diferente nas veias, ainda temos a estima rubra e pulsante, inundando nossos coraçãos. A casa da minha Vó, um recanto eterno e interno, que muitos não saberão que existiu, que poucos terão sensibilidade para compreender, mas que é real em mim, e sempre existirá.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Brisa Distante...

     Hoje pude sentir a brisa da Primavera se anunciando ao longe. Ah, como é gostoso sentir as nuances das estações. É certo que muitos, como eu, preferem o frio, já outros preferem o calor, mas percebo que cada estação tem seus méritos. Não se pode sentir a brisa cálida da Primavera no Inverno, assim como não se pode apreciar a névoa fria das manhãs de Inverno no Verão... Vivamos o agora, isso já é poderoso o suficiente.
     Uma ótima semana para todos...

domingo, 18 de agosto de 2013

Kiquinho não cabe mais...

     Até pouco tempo atrás ele ainda cabia dentro desta portinha do rack, mas agora ele está enorme e fica com as pernas de fora. Cada dia mais lindo e crescendo absurdamente rápido. 
     Até ontem era um bebê... E assim agente segue notando a passagem de tempo nos pequenos, percebendo que estamos cada vez mais velhos. Obrigado por existir garotinho!

Só Colocando a Conversa em Dia...

     Ainda temos alguns dias de Inverno pela frente, mas sinto que o calor reconfortante da Primavera já dá seus sinais. Uma pena, pois tenho predileção pelo frio, mas entendo que na natureza, tudo tem sua hora, seu tempo, assim como em nossas vida. 
     Fui ao centro da cidade outro dia, e me deparei com o DVD de "Ghost in The Sheel" na banca. Caramba, tomei um susto e fiquei mega feliz, claro. E pela bagatela de $13, é muita sorte. Logo eu que vivo me queixando e falta de sorte^^ hahaha. Outra coisa linda que encontrei foi o Box de "Caverna dos Dragões", esse infelizmente eu não pude trazer para casa, mas sei que ainda vai ser meu.
     Descobri uma nova maneira de dobrar minha roupas, e tem sido muito útil. Acho que novas formas de ocupar espaço são obrigatórias e todo o espaço deve ser valorizado. Meu guara-roupas e pequeno, então essa dica foi valiosa. Vou colocar abaixo o tutorial básico, espero que seja útil para vocês também. 
     Não se assustem com a imagem abaixo. Estava eu a brincar com a minha peruca loira. Pior que eu acho que ficou bom {apesar de destacar meu nariz enorme} hahaha. Comprei essa peruca já a algum tempo, mas acabei aposentando-a por desistir do meu cosplay de Cloud. Mas sei que algum dia ainda será útil para um futuro cosplay^^...
     Bom, é isso. Pra finalizar o nosso papo de hoje trago um rabisquinho. Tenho conseguido desenhar mais atualmente, e isso tem me deixado feliz. Ainda tenho de me esforça muito pra melhorar, mas adoro mesmo desenhar. Se tiver algo que eu possa levar para as minhas próximas vidas, é este dom.
     Um grande abraço a todos e obrigado por lerem. Uma semana maravilhosa para todos nós, e que Deus nos permita sermos cada vez melhores em tudo que façamos. Até mais. 

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Diário de Férias: Cachoeiro

      Impossível falar de Férias sem visitar minha querida cidade, Cachoeiro, e claro, rever minhas amigas que Deus colocou em minha vida. Duas garotas maravilhosas, que trabalham duro para atingir o que desejam e que são vencedoras, guerreiras. Obrigado pela amizade Lorena e Carlinha♥
     Deus escreve torto por linhas tortas, e através da minha arte, conheci as melhores amigas que eu poderia conhecer. Uma delas morra em Vila Velha, Déia, e no meu coração também. A amizade é uma dádiva única e valiosa, que deve ser cultivada, para que jamais deixe de brilhar e nos inspirar.
     Eu vejo momentos passarem por mim como flashs, e sei que eles jamais retornam. Nesta vida tudo é fulgaz, e uma experiência como a amizade, transcende esta vida, levamos por todo o cosmo, sempre, sempre.... Nesta viagem conheci mais duas pessoas incríveis, mais duas amizades, assim espero. Flabis e Verônica, ambos de Cachoeiro também. 
     Logo que fiz essas amizades maravilhosas, que já ultrapassam os Dez anos, tive de me despedir das mesmas e da minha cidade. Uma decisão errada? Talvez, mas não podemos valorizar os ganhos sem as perdas, e essa é uma experiência que deve-se descobrir por si só. A nossa amizade persisti, e talvez seja isso que importe.

     Um ótimo final de semana para todos.

domingo, 11 de agosto de 2013

Pai Inexistente...

     Hoje é dia dos Pais, e nesses dias é impossível não lembrar-se deles, mesmo que você o tenha ou não, como no meu caso. Super legal ver as pessoas postando fotos com seus pais nas redes sociais, daí eu me pego pensando: -E se ele fosse vivo, teríamos um relacionamento bacana? Nos daríamos bem? Ou eu o odiaria como muitos amigos meus? Acho que por mais que se brigue com os pais, sempre os amamos. Isso independe das diferenças, das picuinhas, Pai é Pai, e isso basta. 

     Só a poucos anos tive a chance de conhecer meu pai por foto. Foi como ver me no espelho. Mais negro que eu, mas os braços longos e o sorriso são os mesmos...Assim como o formato do rosto. Impossível negar a falta que faz a figura paterna na vida de um menino, mas não foi esse o caso, a figura paterna estava ali, mesmo que não de forma totalmente positiva. 

     As pessoas erram, o mundo gira e daí agente percebe que nada dura para sempre e que o "para sempre sempre acaba"... Graças a Deus. Seria horrível se certas dores doessem eternamente. Me lembrei agora da escola, das lembrancinhas jamais entregues ou entregues a pessoa errada. Lembrei das surras e do Padrasto intolerante, altivo e imperativo. As surras piores são aquelas que marcam na alma, que são difíceis de apagar, ainda que se queira perdoar.

     Meu Pai faleceu após nadar bêbado em um rio, e eu tinha pouco mais de alguns anos de vida. Minha Mãe tinha apenas 18 anos... E daí a vida segue seu rumo, você cresce e percebe que tudo tem um propósito, como se de fato existisse o destino. E que a forma certa de viver e se deixar ir com a correnteza... Mas sempre com o remo na mão, que é pra não se perder no percurso. 

     Uma ótima semana para todos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...