Páginas

"Há pessoas que contam segredos, outras que guardam segredos... e existem aquelas que são segredos. Porém, algumas são mais que segredos... são mistérios."

sábado, 26 de março de 2011

Naquele dia, quando o sol se escondeu


Naquele dia, quando o sol se escondeu
Estava no jardim, de costas para o mar
Plantei a cerejeira, a mais linda
Vovô me dara, e eu não queria que morresse

Naquele dia, quando o sol se escondeu
Todos levavam suas vidas ao acaso
Assim como todos os dias o fazem
Exceto eu, a plantar o bem mais precioso

Vovô me deu a mudinha no hospital
Disse que ele não a veria florir
Mas a mudinha cresceria
Faria uma grande sombra de frente ao meu quarto

Naquela tarde, quando o sol se escondeu
Eu olhei pra trás..Um manto azul se estendeu
O céu parecia se dobrar... Muita água para uma muda pequena
Que saudades vovô.

      Em homenagem a todos que tiveram suas vidas modificadas, naquele que foi a maior catástrofe natural do Japão. O espírito japonês é imortal, portanto, novas rotas são traçadas, e os fortes, sempre partem de cabeça erguida.  A dor de quem sofreu não pode ser amenizada, mais a oração dos justos, inunda os escombros e traz a tona a herança de dias melhores por vir.
     Poema simples, oração singela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado a todos por comentar. Sempre digo que este blog é para meus amigos, e se estão aqui, me basta.
PS: Não aceitamos comentários Anônimos. Grato por se identificar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...